Empata, sentir o mundo não é fácil!


Sentir o mundo não é fácil! O Empata precisa fazer um esforço sobre humano para não dispersar suas energias e também precisa estar sempre atento as mudanças de humor e sensações físicas que podem acontecer.


Coisas simples como estar em um local com mais pessoas ou uma festa familiar pode ser desafiador.


Leia o texto escrito pela Dra. Judith Orloff (Psiquiatra e Empata):


"A sociedade pode dizer que os empatas são “muito sensíveis” e sugira que nós “endureçamos”, encorajo os empatas a desenvolverem ainda mais sua sensibilidade. Ser empático é um grande trunfo quando você aprende a administrá-lo. Os empatas não são loucos, neuróticos, fracos ou hipocondríacos.


Eles são pessoas maravilhosas e sensíveis com um dom, mas todos nós precisamos de ferramentas para lidar com isso.


Uma habilidade que as pessoas sensíveis devem aprender é como lidar com a sobrecarga sensorial quando muita coisa está vindo em sua direção muito rapidamente. Isso pode deixá-los exaustos, ansiosos, deprimidos ou doentes.

Gostar muito de nós, você pode sentir que não há um botão liga / desliga para sua empatia. Isso não é verdade. Como assumir o controle de suas sensibilidades, em vez de se sentir vitimado por elas. Quando você se sentir protegido e seguro, o mundo se tornará seu playground.


Para ganhar uma sensação de segurança, reconheça alguns dos fatores comuns que contribuem para a sobrecarga de empatia.


Depois de começar a identificar seus gatilhos, você pode agir rapidamente para remediar a situação.


O que piora os sintomas de sobrecarga de um empata?


Fadiga, doença, correria, trânsito, multidões, ambientes barulhentos, pessoas tóxicas, baixo nível de açúcar no sangue, discussão, excesso de trabalho, sensibilidades químicas, muita socialização e sensação de estar preso a situações de superestimulação, como festas e cruzeiros.


Qualquer combinação dessas condições intensifica a sobrecarga de um empata.


Portanto, tenha em mente o seguinte: estresse + baixo nível de açúcar no sangue = drama e exaustão.


O que melhora os sintomas de sobrecarga de um empata? Quando experimento uma sobrecarga sensorial, preciso diminuir a velocidade de tudo e desligar todos os estímulos.


Se ficar realmente intenso, eu me sinto como uma flor que está murchando, e é quando eu preciso me sustentar da quietude.


Freqüentemente, me retiro para uma sala sem som ou luz forte e durmo ou medito para me recalibrar em um nível mais baixo de estimulação.

Às vezes, solidão por um dia inteiro ou um fim de semana."


Confira algumas práticas que ajudam no dia-a dia:

  1. Sorrir, ser alegre, amar, cuidar de si mesmo e ser feliz, são ótimas práticas para elevar a energia.

  2. Evitar sentimentos de tristezas, angústias e ódio.

  3. Meditação e exercícios de respiração.

  4. Evitar a preguiça de deixar a mente vazia, sem produzir nada. Usar o tempo como um estímulo a realização da alma.

  5. Fazer exercícios físicos.


Beijo a todos! Katia Di Giaimo


_______________________________________


https://www.facebook.com/pessoasempatas


FAÇA O TESTE E SAIBA SE VOCÊ É UM EMPATA

https://www.empatas.com.br/teste-empatas


#empatas #pessoasempatas #katiadigiamo

41 visualizações0 comentário