Ciência perto de comprovar que pessoas absorvem energia de outras – Katia Di Giaimo

Atualizado: Out 13





Enquanto a ciência pesquisa e tenta comprovar os fatos, nós empatas, sensitivos e médiuns esponjas sentimos todas essas energias densas em nosso campo físico e espiritual há muito tempo.


Mas e aí, estamos quase chegando lá para comprovar que sim, somos esponja e absorvedores de energias alheias, de pessoas, encarnadas e desencarnadas, ambientes e objetos. E agora?


Enquanto a ciência chega perto de descobrir o que já estamos carecas de saber, quando será que ela descobrirá como fazer para que não nos contaminemos com estas energias, ou ainda, aprender a se “defender” delas?


Parece que ela anda sempre atrás dos fatos, primeiro nós sofremos os impactos energéticos, a meu ver ela deveria andar à frente, mas não, somos nós quem desbravamos os caminhos, ela só vem comprovar alguns “anos” depois.


Que possamos aprender com o que temos hoje, a prática energética através da Mobilização Básica de energia, OLVE e EV.


Para maiores detalhes sobre estas técnicas, é só entrar no site:

http://www.empatas.com.br/orientacoes


A ciência confirmou: nós, seres humanos, somos afetados pela energia do nosso entorno e seríamos capazes de transmitir energia boa ou ruim das outras pessoas.

Vários estudos realizados por diferentes grupos de pesquisadores permitiram que se chegasse à conclusão de que a energia é transmitida de uma pessoa à outra, o que é um fato puramente ligado à Física. Olivia Lee Bader, médica e terapeuta, realizou um estudo em que analisou o efeito da transmissão/absorção da bioenergia entre algas, um processo que poderia se dar também em seres humanos. Além disso, um estudo da Universidade de Bielefield, na Alemanha, concluiu que as plantas absorvem a energia do seu entorno. A partir desses estudos, foi possível concluir que, como tudo o que interage com o ambiente possui uma carga de energia, esta pode ser transmitida de um corpo a outro, já que dois indivíduos trocam energia ao estarem próximos. Isso explica por que quando uma pessoa tem uma energia muito boa, ela é capaz de contagiar todo o resto, enquanto que alguém com uma energia ruim também pode afetar seu entorno de forma negativa.


Como agir na vida prática

De acordo com artigo publicado no portal Posta, é muito difícil, por exemplo, que durante uma conversa duas pessoas tenham o mesmo nível de energia. Na verdade, é quase impossível. Há sempre alguém com uma energia de melhor qualidade que o outro. Neste caso, duas coisas podem ocorrer: quem está com a energia mais baixa pode melhorar por conta da presença de alguém com a energia boa, ou quem tem a energia boa pode ser afetado de maneira negativa.  

Acredita-se que quando a energia está baixa ou ruim, a pessoa tende a se sentir mais cansada ou pesada com as situações. Nestes casos, a solução é tomar consciência que o problema talvez possa ser o ambiente ou outra pessoa. Ao identificar que esta é a razão, é só decidir que isso não afetará mais você. Pode parecer egoísta à primeira vista, mas com uma energia de melhor qualidade você poderá começar a influenciar o seu entorno positivamente, sugere o portal Posta.

Fonte: Posta

Imagem: Lightspring/Shutterstock.com



Fonte: tonocosmos.com.br

0 visualização
FALE COM A KATIA!

contato@empatas.com.br 

© 2020 por Katia Di Giaimo. Empaticos, Mediunidade, Empata, Empatas, Medium Esponja - Agência Uru