Porque os sensitivos se sentem mal perto de algumas pessoas

Atualizado: Out 13




Olá amigos Empatas, Sensitivos e Médiuns Esponja!


Mais uma matéria coerente falando das nossas sensações e o que acontece com aqueles que tem uma sensibilidade mais aflorada.


Apesar de tudo o que foi dito na matéria (não deixem de ler), o que adianta saber tudo isso se não tentamos modificar este padrão?


Ficar lamentando, como se fôssemos pessoas “especiais”?


Mas o que fazer  a partir daí?


Há um mundo por trás do ser Empata, descobrir-se é somente a ponta do iceberg e está em nossas mãos modificar esse padrão.


Jamais deixaremos de ser sensíveis, apenas direcionar melhor esta energia de forma mais sadia, para auxiliar outras pessoas, e não deixarmos nos contaminar por tantas energias que nos drenam constantemente.


O mundo está doente, estamos percebendo agora que há muito mais além do nosso próprio umbigo.


Estamos saindo da era do EU para entrar na era do COLETIVO.


Entender que se o outro não está bem, eu também não ficarei, a energia em que estamos envoltos atinge igualmente as pessoas, isto nos remeterá a colaborar com esse coletivo em que estamos inseridos.


Lamentar-se, trancar-se, entristecer, só trará mais sofrimento, precisamos entender isso de uma vez por todas e arregaçar as mangas, há muito trabalho a ser feito.


Boa leitura!


http://www.fasdapsicanalise.com.br/por-que-os-sensitivos-se-sentem-mal-perto-de-algumas-pessoas/#


Fonte: http://www.fasdapsicanalise.com.br

2 visualizações
FALE COM A KATIA!

contato@empatas.com.br 

© 2020 por Katia Di Giaimo. Empaticos, Mediunidade, Empata, Empatas, Medium Esponja - Agência Uru