Seu filho é Empata? – Katia Di Giaimo

Atualizado: Out 8

Sincronicidades da vida, será?

Entre ontem e hoje alguns pais relataram que desconfiam que seus filhos sejam Empatas |P.A.S.| Esponjas, em função de algumas características que percebem neles, em seguida esse texto de O Segredo vem à tona, então resolvi contar um pouquinho da minha infância empática.


E na sequência leiam o texto de O Segredo pois tem algumas dicas para os “pais” que precisam ter esse “olhar” para os seus filhos pra lá de especiais, pois o quanto antes descobrirem, mais fácil será lidar com a situação toda.

Eu era uma criança muito tímida, mais crescidinha perdi a vergonha e a timidez, virei cara de pau….rs


Na infância/adolescência e até fase adulta eu não compreendia bem, mas eu tinha muitas enxaquecas, vômitos e desmaiava muito……


Uma alimentação, um processo inflamatório, em casamentos, qualquer motivo era motivo para eu cair durinha no chão, branca que nem cera.


Minha mãe decidiu consultar um médico que orientou-a dar-me boas “palmadas”, pois eu era manhosa, aquilo só me trouxe mais angústia, porque não resolvia meu problema, agravava-o, me enchia de medo e não entendia o porquê disso tudo.


A partir da consulta médica passei a ouvir da minha mãe dizer quando começava todo meu processo de pré desmaio, ficava branca feito um papel e ela dizia, respira, respira porque se você desmaiar quando acordar vai apanhar…..


E na adolescência e fase adulta esses desmaios continuaram…


Mas, quando criança era tímida e vivia com os bichinhos, os animais, pegava cachorros, gatinhos na rua e os levava para casas abandonadas para cuidar deles, eu queria levar todos para minha casa, mas minha mãe não deixava (lógico) e eu fazia beicinho e os olhos enchiam d’água.


Pegava até os “girinos” e os via crescer como rãs e sapos que viravam depois, bem grandões. 🐸 🐸


Certo dia um dos sapos que eu criava morreu, e eu na minha infância sensitiva, fiz o enterro com direito a flores, caixão e muito choro (para os adultos aquilo era hilário)  mas eu estava sofrendo muito…


Não entendia a morte, ela era dolorida demais para mim…..


Na adolescência, toda a mesada que recebia do meu pai, gastava para alugar os cavalos e ir andar na praia, eu cuidava deles….adorava sentir o vento no meu rosto e a liberdade era algo que não tinha preço.


Vivi intensamente minha infância/adolescência no meio dos animais….

Se meus pais soubessem porque eu era assim, com toda a certeza teria sido mais fácil lidar com tudo isso.


Por isso pais, leiam as orientações de O Segredo, percebam seus filhos para auxiliá-los nas dificuldades do que é ser empata, com o apoio e ajuda tudo fica bem mais fácil.

Se seus filhos são empatas, jamais encham eles de atividades porque nosso mundo não é só físico, mas multidimensional e sofremos enormes desgastes naturalmente.

Crianças empatas nascem de forma diferente. Seus sistemas nervosos reagem de forma intensa e rápida quando expostos ao estresse e outros estímulos externos.


As crianças empatas são altamente sensíveis, o que as tornam incapazes de controlar sua sobrecarga sensorial às vezes. Seu senso de visão, audição, olfato, intuição, e emoções são muito mais fortes do que de outras pessoas.


Por exemplo, eles podem não gostar de alimentos com um cheiro forte, perfumes, luzes brilhantes ou ruídos. Elas preferem roupas com tecido macio, a natureza, bem como apenas alguns amigos próximos.


Há um equívoco sobre crianças empatas. Nossa sociedade e até mesmo escolas não conseguem compreendê-las. Na maioria das vezes, os professores convencionais e os médicos as rotulam como “tímidas”, antissociais “e” exigentes “. Tudo porque elas são mais silenciosas, pensativas e tranquilas, ao contrário de outras crianças da sua idade, que parecem ser falantes ou assertivas.


Assim, o papel dos pais é fundamental para apoiar a sua sensibilidade natural, intuição, sabedoria e criatividade. Estas crianças devem ser educadas com as ferramentas certas para lidar com o mundo.


Aqui vão 12 sinais de que sua criança possa ser um empata. Veja se seu filho possui algum:


1. Eles sentem as coisas profundamente.

2. Eles são estimulados por pessoas, multidões, ruídos ou estresse.

3. Têm reações fortes às cenas tristes ou assustadoras nos livros ou nos filmes.

4. Eles escapam e se escondem das reuniões da família porque o que está acontecendo é demais para eles.

5. São “diferentes” das outras crianças e encontram dificuldade em se encaixar

6. Eles são bons ouvintes e são compassivos com os outros.

7. Normalmente surpreendem você com comentários intuitivos sobre os outros ou sobre si mesmo.

8. Ter uma conexão forte com a natureza, as plantas e os animais. Eles amam animais e não suportam maus-tratos com os mesmos.

9. Eles preferem passar mais tempo sozinhos em vez de brincando com outras crianças.

10. Eles são afetados pelo estresse de um amigo.

11. Tomam as emoções de outras pessoas como suas.

12. Têm um melhor amigo, ou alguns bons amigos, mas não muitas amizades rasas.


O que você pode fazer se o seu filho é um empata:


Nosso mundo áspero pode não entender sua natureza sensível. Se você é um pai de uma criança empata, a melhor maneira de apoiar seu filho é trazer o melhor neles. Apoiá-los através de suas sensibilidades e ajudá-los a entenderem a si mesmos, mostrando-lhes compaixão.


Aqui estão algumas dicas que podem ajudar a prevenir a exaustão e ansiedade dos pequenos:


1. Torne-se ciente dos seus gatilhos.


As crianças empatas não são capazes de articular porque eles se sentem mal. Pais esclarecidos devem ajudá-las a identificar os gatilhos e fornecer soluções para aliviar a sua angústia. Alguns dos gatilhos comuns são: preencher o seu dia com compromissos, não deixando espaço para pausas, multitarefas, não dar-lhes tempo para ficarem um pouco sozinhas, assistir programas de tv violentos.


Quando expostas a esses fatores, elas perdem muito mais energia devido à sua hipersensibilidade emocional. Elas reabastecem as sua energias ficando alguns momentos sozinhas em paz, por isso não dar-lhes essa pausa pode ser prejudicial.


2. Conheça o que drena e o que reabastece suas energias.


As crianças empatas também podem absorver e sentir o desconforto emocional de outras pessoas, como seus pais, irmãos ou amigos íntimos. Essas crianças podem experimentar tanto a dor quanto as alegrias dos outros ao seu redor.


As crianças empatas respondem de forma diferente à luz, ruídos e multidões caóticas. O sistema delas percebe estímulos em quantidades muito maiores do que outras pessoas e podem ficar facilmente drenados ou superestimadas.


Enquanto elas respondem mal à música alta, buzinas, martelos ou ferramentas elétricas, elas podem se acalmar com o som dos pássaros, elementos de água, ventos suaves e outros ruídos naturais.

Elas podem chorar mais, mas quando se retiraram para a solidão, elas podem regular naturalmente sua sobrecarga sensorial.


3. Ensine-as a honrar a sua empatia.


Elas devem ser ensinadas a honrar e aceitar suas emoções e sua natureza sensível. Os empatas são pessoas que possuem um aumento da percepção e a sensibilidade à energia e aos estímulos. De todas as maneiras, são pessoas normais, como todas as outras.


No entanto, não estar ciente dessas diferenças e, involuntariamente, fazê-las suprimir a sua singularidade, pode prejudicá-las severamente e, pior ainda, impedi-las de utilizarem seu potencial!

Tenha sempre em mente que a profundidade de suas emoções, a super percepção, e sua criatividade são dons divinos para o mundo.

______


Namastê!!!


Traduzido pela equipe de O Segredo Fonte: Life Coach Code


3 visualizações
FALE COM A KATIA!

contato@empatas.com.br 

© 2020 por Katia Di Giaimo. Empaticos, Mediunidade, Empata, Empatas, Medium Esponja - Agência Uru